Cartografia Escolar

A cartografia da sala de aula

Mapas Errados

EM CONSTRUÇÃO.

Lastimáveis mapas.

Graves erros em mapas escolares

Quem não erra?

Eu estou cansado de errar.

Procurem erros nesse blog e acharão muitos. De todos os tipos. Quem achar esses erros, me avise que eu conserto.

Estou dizendo isso porque estou também cansado de achar erros nos mapas geográficos de parede, usados nas aulas de Geografia. Erros e mais erros. Tão cansado estou que vou fotografar alguns e postar aqui.

Por enquanto só vou começar a escrever e depois vou rechear o texto com fotos dos citados erros. É preciso ter cuidado com os mapas que compramos para nossas escolas. Não é porque alguém está fazendo promoção de mapas ($) que os diretores de escolas devem comprá-los sem consultar os professores de Geografia, que por sua vez têm que ser criteriosos.

ÁFRICA – chego a classificar de exagero as sucessivas denúncia de racismo que o Movimento Negro faz aqui no Brasil. Mas duas descobertas minhas (nem tão recentes) me deixaram preocupado – será que o Movimento Negro tem razão? No caso dos mapas identifiquei um desleixo enorme na confecção do mapa físico da África da coleção da MultiMapas. Os erros são escandalosos demais para deixar passar. Do tal mapa só se salva o contorno do continente, mesmo assim com ressalvas.

Primeiro: a legenda dos níveis altimétricos normalmente é confeccionada de baixo para cima, ou seja, as menores altitudes  (verde) ficam na base da legenda e as maiores altitudes, no alto. Fizeram ao contrário;

Segundo: normalmente usa-se cores e tons bem definidos para que não haja confusão – simplesmente pintaram, na legenda, dois níveis altimétricos com um mesmo tom de verde (ou tons tão parecidos que é impossível distinguir um do outro). Piora no mapa, pois, usam um tom que não é encontrado na legenda.

Terceiro: os níveis altimétricos se embaralham. Meus alunos, que construíram duas maquetes, uma de um mapa físico da América do Sul e outra topográfica de Ouro Preto, sabem que, se se há, por exemplo, cinco níveis altimétricos representados (dois tons de verde, amarelo, laranja e marrom) o nível mais alto em marrom nunca ficará diretamente desenhado sobre a cor amarela. Obrigatoriamente tem que aparecer o andar laranja entre eles. No citado mapa, em muitos locais, o marrom está diretamente sobre o verde: é como se o topo de uma montanha flutuasse sobre a base quase ao nível do mar, sem as altitudes intermediárias entre eles…

Quarto: o pior, na minha opinião. Criaram terras onde não há. Bem no meio do Oceano Atlântico cartografaram terrenos nas cores verdes e amarela de supostas ilhas que não existem – não no tamanho em que foram desenhadas. A ilha Santa Helena e de Ascensão não justificam o tamanho das manchas de terra emersas desenhadas…

Pior do que esses erros só esse aí de baixo:

Outro erro na coleção da MultiMapas, agora no mapa da Europa: Na Turquia europeia onde deveriam escrever Istambul, escreveram o nome da capital Ancara. É como escrever Brasília como nome da cidade de São paulo.

Não achei outros erros nessa coleção ainda porque não procurei mais…

Numa outra coleção mais antiga as longitudes oeste e leste continuavam até o fim do mapa 180º, 190º, 200°, 210º etc.. e você tentando ensinar que as longitude vão apenas até os 180°…

Olha o infeliz mapa abaixo. Ele apareceu em dois trabalhos sobre o Reggae que pedi em anos diferentes a alunos do ensino fundamental:

544px-Jamaicareggae

Claro que fuçando daqui e dali descobri que ele ilustra o verbete Reggae da  Desciclopédia, que é de zombaria. Aprendi que devemos orientar os alunos em relação a quais sites não usar nas pesquisas que pedimos. Muitos alunos já confundem e consideram a Jamaica  um país africano e, ao pesquisar sem muito cuidado, ainda acham um mapa para confirmar isso!  Assim é difícil. Olha que estávamos estudando o continente americano e fazíamos um trabalho sobre os ritmos musicais das Américas, Mesmo assim aparece um mapa desses… Para agravar o caso, tendo registrado o aparecimento dele em determinado ano, alertei sobre isso no outro ano. Não é que o mapa apareceu de novo!

Depois fiquei pensando: até que ponto o mapa  acima está errado mesmo? Afinal onde estão as raízes da Jamaica; as raízes do Reggae e as raízes do movimento Rastafári?

#

Sim, este mapa está errado

Esse mapa aí abaixo deu problema faz algum tempo. A revista Galileu fez a matéria apresentando-o como se o mapa estivesse correto e o filósofo Joâo de Freitas mostrou que estava errado mesmo. Vejam:

http://www.joaodefreitaspereira.net.br/mapa-errado.htm

..

Vejam que o autor do mapa inverteu o norte e o sul, mas não inverteu o leste e oeste. Essa perspectiva só fica correta a partir “dos infernos”. Consulte o mapa mundi feito no HADES, na página “Arte e Mapas” e veja se um mapa não bate com o outro. Ou seja, o desenhista está dentro da terra e olha para a superfície e desenha o mapa assim.  É uma espécie de infantilismo, comum aos alunos aos quais pedimos um mapa suleado (orientado para o sul):  ele não apenas vira “de cabeça para baixo” o mapa “normal” – norteado – invertendo ao mesmo tempo norte-sul e leste-oeste,  o que seria simples. Querendo ser mais realista que o rei, além de virar “de cabeça para baixo” o mapa norteado, ele vira o papel para verso. Acaba torcendo o mapa…

http://cartografiaescolar.wordpress.com/cartografismo/

Mesmo erro cometeram com esse mapa abaixo:

Ele está em um site de física. Não sou físico, nem nada, apenas um professor de Geografia, mas sei que o mapa suleado correto é o seguinte (para fazer justiça devo dizer que ambos estão em site de mesmo autor):

Vejam o que eu disse acima. No primeiro mapa inverteram apenas o norte e o sul, mas não o leste e o oeste: a Lagoa dos Patos continuou, no primeiro mapa, ocupando o lado direito, como em um mapa “normal” norteado.  No segundo mapa, aí sim, inverteram o norte, o sul, o leste e o oeste…

Reparem que no primeiro mapa as direções dadas pelos pontos colaterais e subcolaterais ficam todas erradas.  Já no segundo mapa elas ficam corretas…

http://cartografiaescolar.wordpress.com/cartografismo/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 74 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: