Cartografia Escolar

A cartografia da sala de aula

Cenários Geográficos

S7301606 S7301596 S7301599

Eugênio Pacceli da Fonseca

Cenários – representações pictóricas para fins didáticos das formações vegetais por latitude.  Não é uma técnica da cartografia escolar propriamente dita, porém, tem grande aplicação no ensino fundamental. Interessando, portanto, à Prática de Ensino de Geografia e a todos os educadores dessa disciplina.

Vi pela primeira vez esta técnica ser utilizada em sala de aula há alguns anos e fiquei admirado pela simplicidade, eficácia e beleza. O genial professor que  a aplicava tinha vasta experiência no ensino de geografia para séries iniciais e além dela criou vários outros recursos didáticos.

Dei o nome de Cenários Geográficos à forma de representação pictórica de formações vegetais que conheci aqui em Belo Horizonte através do trabalho do professor Neto (Exzolvildres Neto), de quem tive a honra de ser colega de trabalho. É uma forma originada na construção de antigos presépios e de maquetes mais simples (vide a página Duas respostas), pois consiste em formar cenários através de desenhos, recortes e colagens, obviamente de forma reduzida. Trata-se de uma técnica muito simples mesmo, que os professores de geografia podem lançar mão sem muitas dificuldades.

Tomei a liberdade de divulgar este trabalho exemplar, utilizando material de um curso que o Prof. Neto, a meu convite, deu aos meus alunos graduandos há tempos atrás.

Vejam: o aluno deverá colorir o material seguindo cuidadosas orientações do professor, já impressa nas folhas (veja abaixo). Depois ele colará o material recortado em outra folha na qual as formações vegetais aparecerão de acordo com a latitude. Como tudo pode ser dobrado, o aluno pode colar esta última folha no caderno e desdobrar para estudar ou  simplesmente apreciar a “obra final”. É bastante útil, fica bastante bonito e os alunos adoram.

Vejam as fotos abaixo  e digam se é ou não é sensacional:

Cenário - caneta para escala

S7301476 Cenário - detalhe

Cenário de lado Cenário 5

Cenário - primeira folha

Cenário 2ª folha

Vejam como ficou metade da Àfrica, utilizando obviamente as formações vegetais apropriadas:

Sensacional: Olhem aqui. Volto depois

http://www.eram.k12.ny.us/education/components/docmgr/default.php?sectiondetailid=17511&fileitem=616&catfilter=570

http://www.tribosgerais.com/

24 Respostas to “Cenários Geográficos”

  1. Elaine Gomes Rodrigues said

    nossa é perfeito para trabalhar a vegetação do brasil também. Fabuloso simplismente. Parabéns. Gostaria que enviasse mais trabalhos interessantes para meu e-mail, ficaria muito agradecida.

  2. Cristina said

    Sensacional, achei a ideia fantástica.Acabei de montar o meu, e vou aplicar com meus alunos do 6ºano.

    Um abraço, e parabéns pelos belissímos trabalhos e ideias!!!

    • mileumlivros said

      Cristina, saudações.
      Realmente houve uma troca: a Taiga é uma floresta de coníferas e a Tundra uma vegetação de musgos e líquens e de um clima mais frio que o da citada floresta. Os nomes das formações vegetais estavam em latitudes trocadas, mas coladas na folha grande nas latitudes corretas, já que o professor Neto a elaborou pensando em latitudes baixas no alto da folha para latitudes altas na sua parte inferior, onde havia ficado o erro que graças à sua ajuda eliminei: mudei o material do professor, utilizando photoshop.
      Obrigado pela atenção.
      Um abraço
      Eugênio P. Fonseca
      (obs. resolvi fazer com o mapa de vegetação da África, algo parecido, mostrarei como está ficando, logo, logo)

  3. Cristina said

    Aguardo ansiosa pelo novo trabalho!!

    Parabéns!

  4. Patricia Martins de Santana said

    MARAVILHOSO! Sou estudante de geografia, mas ja ensino na área e agora encontrei esse site, simplesmente PERFEITO! fiquei com vontade de começar a fazer esses mapas agora mesmo! Se você puder me enviar mais trabalhos sobre esse assunto ficarei eternamente grata! ( já lançou algum livro sobre isso?)

    • mileumlivros said

      Olá Patrícia, saudações.
      Fico feliz com as suas palavras e com seu interesse. Continue assim empolgada. Veja tudo que está aí escrito e aprofunde.
      Continuarei postando as atualizações (um pouco lentamente pois estou dando aulas o tempo todo e sobra pouco para me dedicar à internet…)
      Um abraço.
      Eugênio P. Fonseca

  5. Caren said

    Simplesmente maravilhoso do seu trabalho. Usarei suas idéias para dinamizar minhas aulas, espero que não se importe, rsrsrs. Um abraço.

    • mileumlivros said

      Claro que não me importo Caren! Faça bom uso. Espero que te sirva muito. Desculpe a demora na resposta, é que as aulas são muitas… Um abração. Eugênio.

  6. Flávio Martins said

    Olá Eugênio!
    Gostaria de saber se é possível você enviar-me via e-mail essas matrizes(Cenários geográficos).
    No aguardo, desde já agradeço.

  7. Sérgio Lana said

    Prezado Eugênio;

    Primeiramente muito obrigado por disponibilizar essas informações. Achei muito interessante a proposta acima, porém, a resolução quando baixo diretamente do site não está adequada. Seria possível disponibilizar o material ou me enviar por e-mail os croquis em uma resolução melhor?

    Cordialmente;

    Sérgio

  8. Flávia said

    Nunca tinha visistado um site tão legal e útil pra nos que somo professores. Gostaria que me ajudassem a fazer um aterro sanitario simples. Os sites que ja visitei não tem como fazer e sim fotos dele pronto. Vc pode me ajudar? Do mais, vc está de parabens.Sua intruções são mto bem explicadas e ilustradas.

    • mileumlivros said

      Olá, Flávia. Saudações.
      Em primeiro lugar agradeço as palavras gentis.
      Acho que devemos reconhecer que um modelo (tipo maquete) de um aterro sanitário, muito tem que mostrar do que está abaixo da superfície. Por isso temos que pensar modelos que permitam ver esse interior. Vou pesquisar um pouco e voltar depois.Você pesquisa daí. que eu pesquiso daqui…
      Essa sua maquete vai dar trabalho, pois a maquete topográfica, que é o objetivo do site, mostra superfícies, não subsuperfícies… e cá para nós, cartazes fariam melhor papel nesse caso do que maquete.
      Uma maneira de mostrar subsuperfícies é usando aquários, veja a foto desse modelo de aterro sanitário (não é muito bonito nem esclarecedor, mas pode inspirar um para você):
      http://www.deq.state.va.us/gwpsc/cbic.html
      Veja esse cartaz: http://acc6.its.brooklyn.cuny.edu/~scintech/solid/Images/background/model.jpg
      O site abaixo não faz exatamente uma maquete, mas sim uma experiência com aterro sanitário bem construído e mal construído (nesse último o chorume escapa e contamina o lençol freático).
      http://urban-science.blogspot.com/2008/05/make-your-own-model-landfill.html
      Desse outro só achei a foto e nenhuma dica: http://www.flickr.com/photos/gragra_cheng/2752078880/
      Considero o modelo do aquário o melhor e mais esclarecedor. Você pode melhorar o modelo mostrado acima utilizando os cartazes (traduzindo o mostrado usando o google tradutor).São muitas as camadas e o “aquário mostrado acima não tem essas camadas”.
      Vou procurar mais. Volto depois.
      Eugẽnio.

  9. Alvaro Lima said

    Gostaria de adquirir os seus livros, poderia mandar os dados para eu fazer a encomenda.

    • mileumlivros said

      Olá, Álvaro.
      Saudações.
      Olha é só seguir as orientações da página apropriada, ou seja:

      A modalidade da entrega do volume físico (primeiro volume) é a “remessa simples” dos Correios:

      Forma de adquirir:

      Depósito bancário (à vista) de R$ 13,00

      Ou uma transferência bancária do mesmo valor.

      Deposite o valor em uma das contas correntes abaixo (nominal à Eugênio Pacceli da Fonseca) e depois envie por e-mail, para o endereço mileumlivros@gmail.com, as informações referentes ao pagamento nome e endereço para o qual o livro deve ser enviado; número da agência e conta depositantes; data do depósito, número do depósito e número do cheque (se for o caso). Se preferir use a transferência bancária.

      Estes dados permitirão a confirmação do pagamento e o envio do livro à pessoa e ao endereço corretos. O endereço deverá ser o mais completo possível, sem esquecer o CEP.

      Banco – agência / conta

      – Banco do Brasil 3297-2 / 13518-6

      – Itaú 5435 / 09668-9
      Seria melhor esperar o fim da greve dos Correios.
      Como você sabe os volumes virtuais (segundo volume do Cartografia Escolar e Histórias que Ensinam Valores) vão pela internet mesmo.

      Qualquer dúvida a mais e só perguntar.
      Um abraço.
      Eugênio Pacceli da Fonseca

  10. Lilian Barbosa da Silva said

    gostei muito do trabalho de você!

  11. Olá, gostaria das vegetações da América inteira, pois tenho um trabalho para entregar amanhã a tarde, e ainda eu não achei as vegetações para colar, tem como me mandar até hoje a noite, ou amanhã de manhã bem cedinho ?

    serei grata eternamente *-* Beijos !

    • mileumlivros said

      Olá, Deborah. Acho que não vai dar tempo. Se o trabalho envolve todas as Américas: você tem é que se munir de um mapa de vegetação do continente para ir conferindo e ampliar um mapa vazio do mesmo continente; imprimir as formações vegetais da página que você consultou (Cenários…), colorir as mesmas e colá-las no mapa. O problema maior serão as montanhas: você teria que desenhar algo que as represente e que eu não tenho pronto…
      Não sei se terá tempo.
      Eugênio.

  12. Marco Antonio said

    Já trabalho com uma atividade parecida, onde procuro destacar o urbano e o rural montando pequenas cidades com cortes lineares em folhas A4…trabalhos que resultam em ótimo aprendizado.

    Adotei a ideia…

    Grato

  13. Rosangela Reis said

    Preciso fazer maquete de um rio, me ajuda?
    Tem que ser original

  14. Gostei muito da idéia ! Perfeita para todas as idades até para fazer com meu filho de 5 anos , pra ele acompanhar os estudos dos irmãos ! Excelente ! Parabéns !

  15. Lucas said

    Boa Noite Professor ! Onde posso encontrar esse material em resolução melhor, ja dei uma varrida na internet e não achei nada semelhante. desde já agradeço.

    • mileumlivros said

      Olá, Lucas. Saudações.
      Olha, você não é o primeiro que me pede isso. Eu perdi os meus originais e até esses que você vê com as instruções abaixo das peças digitadas (às escritas à mão são originais do Prof. Neto). Agora que me aposentei, vou refazer tudo. Mas vai demorar. Ta aí um desafio para você! Desenhar as suas próprias peças (pode imprimir como estão e copiá-las à moda antiga, usando papel de seda. Vai dar trabalho.).
      Olha, estou tentando inclusive (só comecei, porque tenho outros projetos como essa na frente) não desenhar, mas pegar fotos das formações vegetais, passá-las para uma mesma escala para depois montar as peças. Tem sido bem trabalhoso, mas vou fazendo devagarinho… Ou seja, estou experimentando várias soluções. Estou achando desenhar tudo de novo a melhor opção. Porque tenho que pensar no colorir do aluno…
      Pensando em você, e em outros que pediram, vou procurar, de novo, meu material e tentar melhorar a resolução em um processador de imagens ainda essas semana. Se conseguir, escrevo aqui nessa mesma resposta.
      Tudo de bom.
      Eugênio.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: